0 Será que você não vê?!?!?

domingo, 25 de março de 2012
"É comum perder-se o bom por querer o melhor." (William Shakespeare)

Já não há tempo a perder.
Na verdade nunca houve, mas eu tenho perdido demais.

Tenho perdido muita coisa.
Tenho perdido o bom por querer o melhor.
Tenho me perdido.

Vejo a vida passar diante dos meus olhos.
Vejo prováveis amores partindo.
Vejo oportunidades únicas sendo deixadas para trás.
Vejo metas 'minhas' sendo alcançadas por outros e eu, permaneço à deriva de mim.

"There's a blue bird in my heart that wants to get out", será que você não vê???




Queria que visse e não somente isso, que agisse.

0 Irritabilidade

sábado, 24 de março de 2012
"Aquarius Horóscopo Diário: 24 de março de 2012

Seus amigos estão todos se comportando como loucos neste momento. A energia deles é grande, eles estão sensíveis e tensos como cordas de violinos antes de um concerto e alguém parece estar brincando com eles. Você pode optar por simplesmente tirar o telefone do gancho."


Pois bem caros blogueiros,

Amigos são ótimos, mas as vezes são péssimos também.
Estou extremamente irritada e mais uma vez o horóscopo está certo: meus amigos estão se comportando como loucos nesse momento. Completamente.

Saco.

Bjo, bjo e sanidade galera! Chega de surtação.
sexta-feira, 23 de março de 2012
Blogueiros,

Dizem que nada é para sempre.

Mentira!

Um sonho, não importa o que aconteça, sempre será para sempre.

Sempre.

Não se esqueça...

Nice. França
Bjo, bjo

0 Change The World... Change you.

quarta-feira, 21 de março de 2012
Change The World. Eric Clapton


video


"Se eu pudesse alcançar as estrelas
Puxaria uma pra você
Brilhando no meu coração
então você poderia ver de verdade
esse amor que tenho dentro de mim
é tudo que você vê
mas por agora eu descobri
está apenas em meus sonhos
que eu posso mudar o mundo
eu seria o brilho do sol no seu universo
você pensaria que meu amor é realmente uma coisa boa
baby, se eu pudesse mudar o mundo..."

Blogueiros,

Acho que a música dispensa maiores comentários.
Penso apenas que, se eu pudesse, não mudaria somente o mundo, mudaria sim, algumas pessoas, para fazer delas, minhas.

Bjo, bjo...

0 Incertezas

domingo, 18 de março de 2012
Como sempre, ocupada.
Como sempre, com saudade de escrever.
Como sempre, trabalhando muito.
Como sempre, tentando entender um pouco a vida (pelo menos a minha).

Ao que tudo indica, meus 26 anos estão sendo mais marcantes do que o previsto.

Algo novo?
Não, nem tanto.
O que é então?
A incerteza generalizada.

Incerteza na vida profissional.
Incerteza na vida com Deus.
Incerteza no coração.

É como disse a incrível Florbela Espanca no soneto Interrogação:

“Neste tormento inútil, neste empenho
De tornar em silêncio o que em mim canta,
Sobem-me roucos brados à garganta
Num clamor de loucura que contenho.

Ó alma da charneca sacrossanta,
Irmã da alma rútila que eu tenho,
Dize para onde eu vou, donde é que venho
Nesta dor que me exalta e me alevanta!

Visões de mundos novos, de infinitos,
Cadências de soluços e de gritos,
Fogueira a esbrasear que me consome!

Dize que mão é esta que me arrasta?
Nódoa de sangue que palpita e alastra.... 

Dize de que é que eu tenho sede e fome?!”

Sim, dize de que é que eu tenho sede e fome, pois estranhamente sinto fome e sede de tudo
Tudo.

Me sinto como na citação de Apollinaire, a beira do abismo, com medo, sem saber se posso ou melhor, se consigo, voar.
"Venham até a borda, ele disse.
Eles disseram: Nós temos medo. 
Venham até a borda, ele insistiu.
Eles foram. 
Ele os empurrou e eles voaram."


Bjo, bjo 

0 O Nosso Mundo

domingo, 11 de março de 2012
O nosso mundo

Eu bebo a Vida, a Vida, a longos tragos
Como um divino vinho de Falerno
Poisando em ti o meu olhar eterno
Como poisam as folhas sobre os lagos...

Os meus sonhos agora são mais vagos

O teu olhar em mim, hoje é mais terno...
E a Vida já não é o rubro inferno
Todo fantasmas tristes e presságios!

A Vida, meu amor, quero vivê-la!

Na mesma taça erguida em tuas mãos,
Bocas unidas hemos de bebê-la!

Que importa o mundo e as ilusões defuntas?...
Que importa o mundo e seus orgulhos vãos?...
O mundo, Amor! ... As nossas bocas juntas!...
(Florbela Espanca. Livro de Soror Saudade. 1923.)

Então blogueiros,

A vida é imprevisível. Nós somos imprevisíveis.
O que é o “hoje”? E o “amanhã”? O que é o “presente”? E o “futuro”?
Quem sou? Quem eu gostaria de ser? Quem eu posso ser?
Quem está na minha vida hoje? Quem estará amanhã?
Quem eu amei? Quem ainda amo? Quem ainda irei amar?
Concordo com Florbela Espanca ao dizer que "A Vida, meu amor, quero vivê-la!", mas como, quem me acompanhará, ou se deverei seguí-la sozinha, é uma grande incerteza.
A vida é incerta.
Eu sou incerta.
Eu me perco. Eu me confundo.
Eu me interrogo. Eu não me entendo.
Eu não sei aonde ir. Eu não sei se devo ficar.
Eu não sei se devo tentar. Será que devo recuar?

Eu não sei tanta coisa e, sinceramente, não tenho a quem perguntar.

...

0 Oscar de Melhor Curta de Animação 2012: The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

quinta-feira, 1 de março de 2012
Boa noite Blogueiros,

Quero compartilhar com vocês um pouco sobre o Curta Metragem de Animação vencedor do Oscar 2012: The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore.

O filme de William Joyce e Brandon Oldenburg tem pouco mais de 15 minutos de duração e faz uma adorável e importante homenagem à literatura.

Dar asas à imaginação, ver o mundo com outros olhos. Cor, música, vida!
Vida... Os livros tem vida própria, eles dançam, se ajeitam, observam, sentem, são reais, tal como nós. Tudo é possível, tudo se torna realidade quando lemos.

O filme é emocionante, envolvente e surpreendente do começo ao fim. Possui uma bela trilha sonora, contando ainda, com os sons feitos pelas ações dos livros voadores do Sr. Morris - o  “cirurgião das palavras” -, o qual utiliza instrumentos inusitados para salvar um livro, fato que influenciará na escrita de sua própria obra.
"O filme ressalta a importância da leitura, deixando claro que uma pessoa que não mantém uma relação constante com os livros é considerada quase que desprovida de vida." (Cinema em Cena ).
 
 


"Dupla delícia. O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado." (Mário Quintana).
 
Bjo, bjo