Tempo, tempo, tempo, tempo

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012
"Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo
(...)
De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo"

(Oração ao Tempo - Maria Gadú)


video

Tempo, tempo, tempo...

Nada como o tempo Blogueiros.

Parece meio clichê, conversinha furada, blá blá blá, mas o tempo é mesmo compositor de destinos.
Para não perder o costume de vida, tenho refletido muito nos últimos dias a despeito da mudança vivenciada do decorrer de um ano.

Um ano, 12 meses, 365 dias, 8.760 horas, 525.600 minutos, 31.536.000 segundos...

Muito tempo? Pouco tempo? Tempo pra quê? De quê? Gasto com o quê? Aproveitado? Desperdiçado? Vivido? Sofrido? Contente? Suficiente? Diferente? Inovador? Surpreendente?

Enfim, faço a vc as mesmas perguntas que fiz a mim:
- O que o último ano representou para vc?
- Ou melhor, o que esse ano levou? O que ele trouxe?
-O que ganhou depois de passado esse espaço de tempo?

Eu?!...

PAZ.

PAZ em letras garrafais, pois é isso o que ocupa todo o meu coração.

Gente, como o tempo faz bem!

A proximidade do meu aniversário me trouxe à memória o mesmo dia em 2011. Mudança radical. Mudança para o bem. Mudança, obstáculos, crescimento.

Hoje já não há mais tristeza no meu coração. Já não há mais turbulência, tumulto, alvoroço. Já não há dor, tampouco rancor. Já não há amor e nem arrependimentos.
Há a experiência vivida, a ferida cicatrizada, os olhos com alcance maior, o coração mais forte, os passos mais seguros e, sim, há um sorriso rotineiro no rosto..!

Sou grata por tudo.
Hoje consigo enxergar isso. Consigo extrair as coisas boas.
Sempre dá, não é mesmo?!

O passado não muda, não muda nunca, mas o presente e o futuro SIM! É uma dádiva de Deus! Aproveite isso. Eu estou aproveitando...

Ótimo resto de semana.

Bjo, bjo!

0 comentários: