Toda escolha tem seu preço

domingo, 25 de setembro de 2011
"Não consigo molhar os pés apenas
eu mergulho e só paro quando me afogo
eu me queimo e só paro quando derreto
eu me jogo e só paro quando me param."
(Martha Medeiros)


Olá Queridos,

As palavras da Martha Medeiros, por vezes, me servem de consolo. Me identifico demais com o que ela escreve, é como uma válvula de escape para minhas inquietações.

A semana que poderia ter sido repleta de boas lembranças foi em verdade, um mar de tormento, um tsunami.

Em síntese, meu affair com o Paulista já teve o fim decretado.
Inicialmente desisti da viagem pra SP, coloquei meu ingresso para o show do Eric Clapton a venda, tentei desmarcar minhas passagens e cancelar as reservas no hotel. Tudo isso em poucas horas, depois de uma conversa engasgada e atravessada, ainda na quarta-feira, 21/09.

Sou impulsiva. Não nego, nunca neguei, tampouco me envergonho disso. Sou intensa, "não consigo molhar os pés apenas, eu mergulho e só paro quando me afogo, eu me queimo e só paro quando derreto, eu me jogo e só paro quando me param". Não sou passiva, indiferente, insossa ou coajuvante da minha própria história e não vejo problema algum em ser assim.

Eu sou assim e gosto.
A vida é minha e eu a vivo de forma entusiasta, profunda e veemente.
Gostou? Fique.
Não gostou? Vá embora.

Toda escolha tem seu preço. O meu, foi dar adeus a primeira pessoa que mexeu com minhas emoções depois do ex. Um saco, é verdade, mas foi inevitável.
O motivo? "Densidade demais".
Sinceramente, que desculpa esfarrapada hein?!

Sei que as pessoas não lidam bem com algumas posições. As minhas são muito claras, objetivas e definidas. Não sou do tipo que vive um dia após o outro como se não fosse chegar a lugar algum daqui um tempo. Eu projeto. Eu me organizo. Eu estabeleço metas e busco, com todo empenho, alcançá-las.

Não dá pra viver irrefletidamente!  (não sempre).
Nas poucas ocasiões que me pautei pelo lema "deixa a vida me levar, vida leva eu" só me dei mal. Por isso, invariavelmente, tenho em mente um plano A, B, C, D..., uma estratégia, um rumo determinado, ainda que durante o caminho ele possa sofrer alguma alteração.

Se isso é demais para quem está comigo, sorry! Cancei de me adptar às expectativas do outro, à irresponsabilidade e imaturidade alheia. Eu não tenho tempo a perder, já perdi demais. Tô correndo atrás do prejuízo, e não têm sido fácil.

Depois de horas de reflexão mudei de ideia.
Falei com minha chefe e consegui uma liberação pra ficar não apenas 2 dias em SP, mas sim, uma semana. Liguei para uma amiga, que estará lá na mesma época que eu. Badalaremos, faremos compras, conheceremos a Tera da Garoa juntas. Confirmei minhas passagens, retirei o anúncio de venda do ingresso, aumentei a quantidade de diárias no hotel e começei a olhar a programação da cidade.

O Paulista?! Qual? Ainda não conheci. Afinal, a viagem é daqui 16 dias.

Vamos aguardar.

"Quando olho para o meu passado, encontro uma mulher bem parecida comigo - por acaso, eu mesma - porém essa mulher sabia menos, conhecia menos lugares, menos emoções." (Martha Medeiros)

Dicas de eventos, espetáculos, restaurantes, baladas em SP para o final da primeira quinzena de outubro? Desde já agradeço! rs.

Boa semana queridos,

Bjo, bjo

2 comentários:

Andréa Colmenero Says:
25 de setembro de 2011 22:36

Oi menina, lembra de mim? Fiquei sem entrar no seu blog um tempão e agora que me atualizei com a história do paulista vi que não deu certo! Bom, se não foi é porque não era pra ser né! Tem coisas nessa vida que, as vezes, a gente só entende depois! Quem sabe você não desviou de uma bala?! Eu ainda não cheguei nessa fase de me abrir de novo pro amor. O ex continua morto e enterrado, mas ainda não me recuperei emocionalmente pra encarar tudo de novo. O que eu quero agora na verdade é distância de relacionamentos! Meu foco tem sido estudar e estudar!
Eu também vou pra SP, mas no início de novembro! Lá é tudo de bom e tem os homens mais lindos do Brasil! Hehe! Aproveita muito! =**

Sara Caroline Says:
27 de setembro de 2011 08:25

Bom dia Andréa! Td bem? Sumiu mesmo!

Então, eu tb não queria me relacionar de jeito nenhum, e essa nem era a intensão com o Paulista, mas aconteceu. Aconteceu do meu coração se abrir de novo, aconteceu dele querer outra pessoa, aconteceu dele sonhar outra vez, mas foi só um "sonho de UMA noite de verão" e nada mais, o que, de fato, é uma pena.

De qualquer forma, foi bom pra saber que ainda tenho um coração, que ele funciona e pode se apaixonar outra vez.

Pra mim lindona, isso não tem preço! Sou gente ainda! hahahaha.

Mas estar pronta pra encarar tudo de novo, nós nunca estaremos! Simplesmente vai acontecer quando menos esperar. Continuo solteiríssima e aproveitando ao máximo esse momento. Praticamente não paro mais em casa, estou sempre viajando, mesmo que seja numa cidade vizinha ou num estado mais distante do meu... rs.

É uma pena não nos encontrarmos em SP! Estou pensando em marcar um encontro de blogueiros lá, vou fazer um post sobre isso com todas as informações.

Quanto aos paulistas, vc está certíssima! Não é pq não deu certo com um que com nenhum outro não vi dar né!? hahaha.

Volte mais vezes aqui =]

Bjoo