But I'm grown...

sábado, 5 de novembro de 2011
"All I can ever be to you,
Is a darkness that we knew
And this regret
I got accustomed to
Once it was so right
When we were at our high,
Waiting for you in the hotel at nightI knew
I hadn´t met my match
But every moment we could snatch
I don't know why
I got so attached
It's my responsibility,
And You don't owe nothing to me
But to walk away I have no capacity"

(Amy Winehouse)

video

Pois bem Blogueiros,

Mais uma decepção pra coleção.
Acho melhor não descrever os detalhes de mais um sórdido e desastroso acontecimento na vida amorosa.

Os homens, quem poderá entendê-los?

Sou fã da Amy, suas músicas são super intensas, até meio insanas e, quando se fala de destroços emocionais, ela é perfeita! rs. A forma como levou sua vida pessoal não é da minha conta. Sinto apenas, por perder uma artista singular, dona de uma voz única! Mas não é sobre a artista que venho falar, e sim, sobre mim.

"Tears Dry On Their Own" descreve com perfeição o desfecho de uma história fantasiosa, inventada e, contraditoriamente vivida, louca e compulsivamente. Meu conto de fadas iniciado na Itália, continuado no Brasil, não durou tanto quanto eu gostaria e já chegou ao fim.

Não importa, afinal:

"He walks away
The sun goes down,
He takes the day but I'm grown
And in your way
My deep shade
My tears dry"

Estou bem.

A próxima viagem já está marcada.
Comemorarei meus 26 aninhos em alto estilo!
Vou para o Caribe!!!!!!!!!!!!

Quem sabe lá, encontro um novo amor? ... hahaha.

Bjo, bjo

0 comentários: